. Como lidar com pessoas acomodadas? Aprenda! | Instituto Marcos Tito
  • Fortaleza: (85) 3108 8001

Como lidar com pessoas acomodadas? Aprenda!

Saber como lidar com pessoas acomodadas é um grande desafio. Nem todos estão dispostos a evoluir, embora o mercado de trabalho e as relações sociais exijam que as pessoas tenham mais flexibilidade para viver em harmonia e buscar o aperfeiçoamento constante.

Isso significa que é necessário investir no autoconhecimento para sair da zona de conforto e promover as mudanças necessárias para superar as dificuldades impostas pelas situações enfrentadas no emprego e nos relacionamentos com parentes e amigos.

Neste post você vai compreender como as pessoas acomodadas se comportam e como elas podem influenciar no rendimento de uma equipe. Também haverá uma abordagem sobre as alternativas para a motivar os colaboradores acomodados e o papel do coaching nesse processo. Confira!

Afinal, o que são pessoas acomodadas?

Em uma organização, os líderes devem estar atentos ao comportamento dos funcionários. Por isso, são capazes de identificar quando um colaborador está desmotivado. Um empregado acomodado normalmente apresenta as seguintes características:

Outra característica marcante de um colaborador acomodado é a satisfação por trabalhar somente com a demanda. O funcionário não prioriza inovar e apresentar alternativas para melhorar a performance da equipe.

Para esse tipo de empregado, o ideal é a empresa continuar atuando da mesma forma durante anos, mesmo com o avanço tecnológico, o aumento da concorrência e o alto nível de exigência dos clientes.

Não correr riscos é um traço marcante no comportamento de uma pessoa acomodada. No ambiente de trabalho, isso pode ser facilmente observado. Quando um processo de mudança é iniciado em uma organização, o colaborador mostra uma grande resistência e não procura entender os benefícios que serão proporcionados pela ação.

Qual é o desafio dos acomodados?

O grande desafio dos acomodados é sair da zona de conforto. O primeiro passo para superar essa dificuldade é estar aberto a mudanças, ou seja, admitir que não é mais possível ficar estático diante das situações que são enfrentadas no trabalho e nas demais relações sociais.

Em geral, os acomodados têm uma visão limitada do futuro. Isso acontece por uma série de fatores, como:

Esse comportamento também é influenciado por uma falta de alinhamento com a cultura organizacional. Dependendo do perfil do colaborador, ficar acomodado é uma maneira de evitar conflitos e de não se indispor com os gestores e os demais colegas.

É comum um funcionário apresentar dificuldades de ter um diálogo construtivo com os líderes. Isso faz com que ele prefira ficar acomodado, deixando de fazer uma avaliação consistente de como pode render mais.

A partir do momento em que um empregado aceita o desafio de sair da zona de conforto, é aberta a perspectiva da mudança e do crescimento profissional e pessoal.

Quais são os riscos de ter pessoas desmotivadas na equipe?

Um dos maiores riscos que uma organização enfrenta é a falta de motivação dos funcionários. Uma equipe de trabalho deve estar interessada em desenvolver as atividades com excelência. Do contrário, haverá uma série de situações que nenhuma companhia gostaria de conviver, como:

A cultura organizacional para ser forte e impactante necessita ser bem assimilada por todos os empregados. Dependendo do grau de influência, uma pessoa desmotivada pode causar sérios problemas na performance de uma equipe.

Evitar o pessimismo e as reclamações em excesso é uma forma do líder manter o bom ambiente de trabalho e os funcionários mais focados em obter bons resultados. Para isso, o diálogo e a paciência são fundamentais.

Como lidar com pessoas acomodadas e motivá-las no ambiente de trabalho?

Trabalhar com pessoas desmotivadas é, sem dúvidas, um grande problema para qualquer gestor. O que pode ser feito para transformar um empregado pouco engajado em um exemplo de dedicação e envolvimento com a empresa?

A primeira medida é procurar entender as razões do funcionário não estar devidamente alinhado com os objetivos da organização. Nesse caso, a recomendação é ter uma conversa franca e madura, de maneira reservada.

Expor a insatisfação com um empregado na frente dos demais colegas é um erro grave que o líder pode cometer. Essa postura pode provocar insegurança na equipe, o que afeta o ambiente de trabalho e a produtividade.

Por isso, é importante valorizar as qualidades de cada colaborador. Imagine que um projeto foi bem executado pela equipe. O gestor pode mencionar a importância de cada um dos participantes da atividade.

Assim a equipe vai se sentir recompensada e estará mais envolvida em contribuir para o crescimento da organização. Quando os funcionários são tratados com respeito e consideração, o rendimento tende a ser cada vez melhor.

Isso não significa que o gestor não deva cobrar uma boa performance dos empregados, mas o acompanhamento dos trabalhos pode ser feito com bom senso. Motivar uma pessoa que está acomodada exige disciplina, inteligência, paciência e foco.

Como o líder e o coaching podem ajudar essas pessoas?

Para um líder estar mais próximo dos colaboradores, uma boa alternativa é contar com os serviços de um coaching. Um dos motivos é que esse profissional pode indicar as ações necessárias para engajar um colaborador acomodado, fazendo com que ele fique mais motivado e se torne mais produtivo.

Uma empresa pode optar pelo Coaching Executivo individual e o Team Coaching. O primeiro tem como foco fazer com que o gestor desenvolva as competências de liderança e de percepção da cultura organizacional.

No Team Coaching, o profissional recebe um briefing do líder e faz um trabalho para motivar os trabalhadores que precisam de mais atenção. O coach pode atuar com dinâmicas e técnicas específicas que priorizam acabar com o comodismo e modificar comportamentos.

A recomendação é contratar um coaching que tenha experiência com executivos e alto conhecimento sobre liderança. No Brasil, um dos profissionais mais renomados do setor é o Marcos Tito.

Com diversas certificações internacionais em instituições renomadas, ele atua como Master Coach Senior, Executive Coach e Coach Ericksoniano. Além das qualificações, possui bastante experiência tendo contribuído em mais de 200 processos individuais de coaching e em mais de 50 grupos de Team Coaching.

Se você possui um cargo de liderança e pretende aperfeiçoar a forma de como lidar com pessoas acomodadas, não perca tempo e entre em contato conosco. Será um prazer atendê-lo!